DAS ROTAS E DAS REDENÇÕES

Hoje eu vi
Um homem atravessado
Em transparência
No cruzamento
Da Voluntários
Esquina com o elevado das Bandeiras,
A meio metro,
E meio mastro,
Do fim
E do começo de tudo.

O trajeto,
- Fronteiriço -
Deu-se às margens do meu desejo
- Do meu empenho -
Era como se tivéssemos juntos,
partidos ao meio
E seguíssemos passos firmes
Sem verossimilhança
- De credo ou de cruzes -
Suspendendo o juízo
O medo
E o absoluto,
Com todas as fraquezas
Dignas do zelo
Do erro
E da aposta...

Foi como se tivéssemos sido
Felizes
Sem nunca termos sido
Sem nunca termos tido
As respostas.

Comentários

MAIS