DA COLHEITA DAS FLORES

Só o amor
– de amparo –
Antídoto máximo
Para todo e qualquer mal,
Abraça o caos
E respeita a desordem
– relativa –
Em sua dádiva
De circunstância.
Só o amor alcança
O vento forte antes do ruir das paredes
Só o amor defende
A mão que lhe empunha a adaga
Do sangue que escorre, valente.
Só o amor ascende
Quando tudo mais não basta...
Só o amor é safra,
E também é semente.

Comentários

  1. Amor cura tudo! é um sentimento incrível! vc escreve muito bem!! parabéns!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS