SONATA INSONE


Difícil dormir sentindo que você está na sala...
Teu olho procurando na sintonia fina da TV
Qualquer noção programada da tua vinda...
Vaga... 
E no “top” de cinco segundos 
A recaída.

Difícil dormir com a tua saliva 
aguardada na cozinha e na cama
Lambendo meu sono em doses profundas 
que me gozam em semi-coma.

A mesma canção que me sona
Sintetiza teus efeitos audiovisuais em meu leito de sintoma!
Não durmo, não durmo!
Mas distorço o cúmulo cumulativo tal drummoniana!

E assim te minto em meu dom e dramo teu tom 
Em insônia...
Mas tem sono e som,
(e também tem Drummond) 
Quem nem sempre sonha.

Comentários

MAIS