Postagens

Mostrando postagens de 2012

POEMA SEM COMANDO

EXTRAVIO

INSPIRAÇÃO

AMORfo

SONATA INSONE

MILENAR

REMANUFATURADO

APRESSE

AUTÓTROFO

MÚLTIPLA DE TI

DOMÍNIO

CULTO AO AUSENTE

SOFISTICADO

INTERTEXTO

TAL VEZ

MAREMOTO (AMAR É MORTO)

POEMA PRETERIDO

FATAL

AOS RECÉM-AVENTURADOS*

D'ESCRITA

ANTES SÓ

SUB-ENTENDIDO

ADIANTAMENTO

PÉS NO CHÃO

INFAME GERADO

LUGAR IN_COMUM

ATO VERBAL

NOVA ESTAÇÃO

OU TRONO

AMBIÇÃO

INVERNO DE DANTE

SURDO MUNDO

BIOGRAFISMO

GENEral

CARGA SECA

COMPANHEIRO INFIEL

SELEÇÃO NATURAL

ANTI-CORPUS

PLANO DE VOO

VÃ PREMIERE

AUTO DE CONSAGRAÇÃO

POEMA SEM FRONTEIRA - A Leon Tolstói

RELÓGIO DE SOL

POEMA DE FIBRA

REVELAÇÃO

CONDICIONAL

INOLVIDÁVEL

LAST SHOT

PAR SELADO

MONOCROMÁTICA

RESTA UM

SOBREVIVENTE

MEGA CENA

PARADA CARDÍACA

PRONTA-ENTREGA

CORPO DE TRABALHO

VERTIGINOSA

RESSALVA

DIREITO À PROPRIEDADE

LITERAL MENTE

CONTROLE DE QUALIDADE

POEMA DE AMOR PAGÃO

CÓDIGO FONTE

LUZ INDIRETA

SIGNO LINGUÍSTICO

POEMA PROLETÁRIO

BENTO

BACO DE PAPEL

LITORAL - para Renato Russo

TERMINAL

PROFUNDO DE GARANTIA

BIG BANG

REDENTOR

TRAÇÃO

DE CARNE E OSHO

ELOQUENTE - À Mariana Junqueira

ACASO ESTAÇÃO

NEOLOGUISMO (POEMA LOGO ALI)

DA CONFISSÃO E DA INDULGÊNCIA

PLANO B

AUTOMATÁRIA

PONTUAL