Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

ALITERAL

Hoje deparei-me
Por entre estantes
- Instantes de vida -
Desta
Inexorável.

Em livro
Um cento de dúvidas
- Dessas distintas -
Uma súbita infinita
Em traço escarlate.

E a tinta era vermelha
Centelha parida
Em ares de mártir
Mas de ovelha já emerge ferina
Jamais submetida ao pavor do abate.

Hoje reparei-me intrínseca
Indissociável artigo de praxe
E a métrica é só uma íntima
Subentendida não ao rigor
Ou à rima
Mas à catarse.

FEITIÇO

Choveu...
Eram gotas de veneno
E eu, aos poucos fui vivendo
- Não mais o fim dos tempos -
Mas o encantamento
De beber do céu.