BLACKJACK

Entra
A luz já tá acesa
E as cartas sobre a mesa.

E eu?
Me reservo em cada curva acentuada
E na difusa sombra larga
A arrematar tuas certezas.

A dúvida é uma nobreza
E se duvido, em sonho amparo
O desvelar de um passo em falso
É o que virá em fé imensa!

Devora-me em teu espaço
Com o sangue equivocado
De todas-outras velhas lembranças.

Sei que de dizer um dia calo
E o que ficar então no claro
É o que havia de haver nas mangas.

Comentários

MAIS