GERAÇÃO ESPONTANEA

Eu insisto
Porque o começo é a dor do porvir
E o que dói, quando não, canta
Alimenta a afronta
Mais a frente é o passo dado
É cousa do homem
Não é cousa do vasto
E eu não me refaço do que esqueci.

Eu insisto!
A existência corrobora na mímica da vida
Um pouco de lástima, bem pouco da dúvida
Um cado a mais da briga
E eu já não estava aqui.

Comentários

  1. Somos uma locadora de livros daqui de Recife. E trabalhamos com alguns escritores daqui da região e já estamos trabalhando com escritores de fora. Nossa proposta é divulgação das obras. Um icentivo a leitura e divulgação das obras dos escritores que querem seu espaço. Trabalhamos da seguinte maneira: o escritor doa um ou dois exemplares para nós e em troca nós colocamos a imagem do livro junto com um agradecimento ao autor na primeira página de nosso site (como esta lá atualmente). Podemos tornar sua obra um pouco mais conhecida por aqui por Recife e região. Caso se interesse, basta entrar em contato por e-mail (alugueebooks@gmail.com) Agradecemos o contato. Marino Abreu e Marília Dantas Nosso site: www.aluguebooks.br30.com

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS