quinta-feira, 24 de setembro de 2009

SOUVENIR

Olho perdido na esfera do quase...
Quase que encontrado no que distoa nunca.

Há de haver poema após a lira
Há de haver vívida
O quase-hora-nunca da vida.

Há de haver onde houvera dúvida
O que por fim na labuta
A certeza haverá,
Esquecida.

domingo, 13 de setembro de 2009

PRECISÃO

Ando precisando voar...
Voo livre, não queda brusca
Breve, sem breque no ar
Ultraleve que salve o peso das asas de poeta
Na lua onde a sombra repousa
O voo solo de artista.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

PRECE

Livro...
Livrai-nos
do mau agouro da ignorância

Em cada ânsia de vesúvio
Livrai-nos do acúmulo
Que forja astuto
O estatuto que herege é santa!

O que não sangra o punho
Não vale o sonho do que estanca!