POEMA MASCOTE

Não enjoa, joaninha
Que tão logo pós-Joá
Fim do túnel chega já
E a Zuzu se foi sozinha!

Não enjoa, joaninha!
Seja for o que será
Faz a lira verdejar
Aço bruto em véu de mar
E assovia!

Não enjoa, joaninha
Se não podes bem voar
Ousa usar a ventania!

Não enjoa, joaninha!
Se aninha pra rimar
Pós o túnel céu virá
Voo teu e letra minha!

Comentários

  1. Não enjoa, joaninha
    Se não podes voar
    Ousa usar a ventania !

    Não enjoa, joaninha !
    Essa é a joaninha mais linda que há !
    É joaninha minha,é de todo mundo, é do mundo
    a mais linda joaninha que há.

    Desculpe o plagio, mas com esse Poema Mascote não como não plagiar. ´

    É dedicado as crianças e principalmente aos adultos.

    Luiz Parreiras

    ResponderExcluir

Postar um comentário

MAIS