POEMA ALHEIO

E a inspiração foi consumida pelo assombro do nada-consta
Nem verso a esmo
Nem esmero em sê-lo
Apenas o divagar austero
Que a rima não encontra.

Comentários

MAIS