TRANSCENDENTE

Havia tempos o instante não era engolido pelo compasso da hora certa.
A calma a mastigar os olhos
A pressa a lamber os lábios
Represada pelo eixo-tranquilizante do durante
E não pelo direito de ir adiante
Mas pelo que resta à vida advir do saldo.

Comentários

MAIS