BENÇÃO AO PÓSTUMO

Reza essa resma
Essa mesma que já fora selva
E abençoa o desmatar poético
A reflorestar o que de mim já era.

Comentários

MAIS